Nampula espera produzir 74 mil toneladas de castanha de caju

O Instituto de Amêndoas de Moçambique em Nampula garante que, apesar da queda tardia de chuvas na presente safra, a província vai alcançar a meta de produção de 74 mil toneladas de castanha de caju.

Na última campanha agrária, a província de Nampula produziu e comercializou cerca de 67 mil toneladas de castanha de caju.

O técnico da Delegação do Instituto de Amêndoas de Moçambique em Nampula, Hanlahanla Abduremane, disse que neste momento a situação fenológica dos cajueiros é satisfatória em resultado da chuva que cai os últimos dias na província.

A província de Nampula é a maior produtora da castanha de caju no país, contribuindo com cerca de sessenta por cento do volume global, estimado em média de 130 mil toneladas/ano.

Para aumentar os volumes de produção, o Instituto de Amêndoas de Moçambique em Nampula, tem vido a acelerar o programa de produção de mudas para a substituição das árvores velhas, com mais de sessenta anos de idade, que deixaram de produzir na totalidade ou muito abaixo da capacidade.

A província de Nampula possui um parque cajuícolo, estimado em 15 milhões de árvores, sendo com os maiores produtores, os distritos de Angoche, Meconta, Mogincual, Angoche, Muecate, Eráti. (RM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Next Post

PRIMEIRO SEMINÁRIO TÉCNICO SOBRE CULTURA DA MACADÂMIA

Dom Mai 30 , 2021
O Instituto de Amêndoas de Moçambique, IP (IAM), em coordenação com a Associação de Macadâmia de Moçambique (AMM), realizou nesta sexta-feira, 28 de Maio, o primeiro seminário técnico sobre a cultura da macadâmia, cuja abertura foi Presidida por Sua Excelência, Olegário dos Anjos Banze, Vice-Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural. […]