Missão técnica para a consolidação do sistema de semente do algodão em Moçambique

O IAM tem vindo a implementar desde 2015, o Projecto Regional do Fortalecimento do Sector Algodoeiro nas Bacias do Baixo Shire e Zambeze, nas províncias de Manica e Tete, o qual tem beneficiado Moçambique e Malawi. O projecto conta com financiamento da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e assistência técnica da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (EMBRAPA).

Dentre os objectivos que o projecto pretende alcançar, está o fortalecimento do sistema de sementes do algodão em Moçambique. Para a concretização deste objectivo, foi criado o Centro Regional de Transferência de Tecnologias do Algodão (CRETTA), onde foi instalada uma Unidade de Produção de Semente (UPS), no distrito de Guro, província de Manica.

Com vista a consolidar o sistema de semente em Moçambique, o IAM, recebeu no dia 08 de Agosto corrente, uma delegação da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e da Embrapa a fim de discutirem com os principais intervenientes da cadeia de semente as seguintes matérias:

  1. Formalização da localização em definitivo das instalações do CRETTA, e a concessão das terras a serem disponibilizadas para o Projeto para a produção de sementes e para a validação de tecnologias.
  1. Criação (institucionalização) de uma Unidade de Gestão da Produção e do Comércio de Sementes independente, com mandato para promover o planeamento e a coordenação da produção e do comércio nacional de sementes certificadas de algodão.
  2. Envolvimento formal dos serviços de inspeção e de assistência técnica na produção de sementes básicas e certificadas de algodão na região do Projeto.
  3. Linhas de política para envolvimento do sector privado na produção e no comércio de sementes de algodão, inclusive linhas de financiamento específicas.

Contactos

Av. Eduardo Mondlane, 2221 - Maputo   +258-21-431015/6   This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Sobre Nos

O Instituto do Algodão de Moçambique (IAM) é uma instituição pública tutelada pelo Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar e criada pelo Decreto n° 7/91, de 23 de Abril, cujas atribuições e competências constam do Decreto n° 36/2015, de 31 de Dezembro.