Castanha de caju catapulta exportações no primeiro trimestre de 2022

As exportações de produtos agrícolas no primeiro trimestre de 2022, comparativamente a igual período de 2021, tiveram um incremento em cerca de 80 milhões de USD, correspondente a 87.56%, induzidas principalmente pela castanha de caju (28%), feijão bóer (18%), tabaco (10%), açúcar (8%) e banana (7%).

Dados do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, a que “Carta” teve acesso, mostram que, em termos nominais, as exportações de vários produtos agrícolas atingiram, no primeiro trimestre, 173.2 milhões de USD, contra 93 milhões de USD arrecadados em igual período de 2021

Desagregando, a nossa fonte ilustra que a exportação da castanha de caju atingiu 48.4 milhões de USD, para Índia, China, Vietname e África do Sul. Em seguida, destacou-se o feijão bóer cuja exportação foi valorada em 31.3 milhões de USD, destinada a Índia, China e Vietname.

Com destino a Bélgica, África do Sul, EUA, Zimbabwe e Coreia do Sul, as exportações do tabaco atingiram 17 milhões de USD, no primeiro trimestre deste ano. O açúcar que é mais vendido para o Reino Unido, Alemanha, Holanda e Bélgica rendeu em exportações 13.8 milhões de USD, no período em análise. A banana foi principalmente exportada para África do Sul, Arábia Saudita e Alemanha e rendeu 12.8 milhões de USD. A exportação dos demais produtos atingiu 49.8 milhões de USD de Janeiro a Março. 

Fonte (Carta de Moçambique)